A história dos primeiros jardins de infância em Rio do Sul
The history of the first kindergartens in Rio do Sul

Andréa Patrícia Probst Isotton

Resumo


Este texto tem como objetivo retratar a história dos primeiros jardins de infância em Rio do Sul, Santa Catarina, uma história até então inexistente no município. Ao mesmo tempo, uma questão subjacente, porém importante, vai se delineando – a religiosidade – já que os dois jardins de infância analisados pertenciam a colégios confessionais. O primeiro jardim de infância é estabelecido no ano de 1938 e fazia parte do Colégio Sagrado Coração de Jesus, sob a direção das irmãs salesianas. O segundo jardim de infância denominado Delminda Silveira de Souza, pertencia à Comunidade Evangélica Luterana e possui uma história muito interessante, tendo sido instalado dez anos mais tarde que o católico. O tempo de análise do trabalho compreende, portanto, desde o ano da fundação do primeiro jardim de infância da cidade, até aproximadamente os anos de 1960. A pesquisa se apóia em depoimentos orais de algumas ex-professoras e ex-alunas, análise de fichas de matrículas e outros documentos, para contar um pouco da trajetória desses estabelecimentos: a questão da religiosidade, principal motivador para a abertura dos jardins de infância e, conseqüentemente, dados sobre as professoras, sobre os métodos e atividades realizadas com as crianças.

Palavras-chave: Jardins de Infância. Religiosidade. Irmãs salesianas. Luteranos


The purpose of this article is to portray the first kindergartens in Rio do Sul, Santa Catarina, a history that has been untold in the municipality. It also elaborates on the subjacent, yet important question of religion, given that the kindergartens analyzed were related to church schools. The first kindergarten was established in1938 and was part of the Sacred Heart of Jesus School, under the direction of Salesian nuns. The second kindergarten, Delminda Silveira de Souza, belonged to the Lutheran Evangelical Community and had a very interesting history, which began 10 years after the Catholic school. The analysis runs from the founding of the first kindergarten in 1938 until the 1960’s. The research is based on oral statements from former teachers and students, an analysis of registration cards and other documents, and discusses the trajectory of these establishments, the role of religion - the principal motivator for the opening of the kindergartens - as well as data about the teachers, methods and activities conducted with the children.

Key Words: Kindergartens. Religiosity. Salesians. Lutherans.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com