Análise Bibliométrica sobre o termo “Ergonomia de Produto” nos Anais do P&D

Rodrigo Gomes Curimbaba, João R. G. Faria, Luis Carlos Paschoarelli, Paula Landim C. Landim, Seila C. P. Sitta, Valeria Friso

Resumo


A Ergonomia está diretamente ligada com a área do Desenho Industrial/Design, sendo um termo que tem tomado cada vez mais espaço nas diversas esferas da pesquisa em design. Destacamos nesse trabalho a forma como a pesquisa em Design vem crescendo a cada ano e reforçando sua importância para com a sociedade. Traçamos um panorama da utilização de parâmetros e conceitos ergonômicos em pesquisas do Design por meio da revisão de literatura da obra de Joaquim Redig e de uma análise bibliometrica de artigos relacionados ao tema, que está entre os seis conceitos que caracterizam o Desenho Industrial segundo o autor. Através dos seis conceitos levantados por Redig em sua obra “Sobre Desenho Industrial”, de grande relevância no meio acadêmico, foi possível traçar um paralelo entre os conceitos científicos primordiais do Design e a conduta profissional na área. Foram levantados e analisados os trabalhos constantes nos 11 anais do Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design - P&D desde 1994 até 2014, onde pudemos quantificar os artigos que utilizam o conceito de ergonomia. Para a investigação foram utilizadas as técnicas de pesquisa bibliográfica e pesquisa bibliométrica, afim de mensurar estatisticamente os indicadores consultados nos anais do congresso. Como resultado, apresenta-se uma discussão com os indicadores por meio de infográficos. Através de consultas a estatísticas oficiais constatamos a Ascenção da pesquisa em design nos últimos 15 anos, bem como a relevância do termo ergonomia nos assuntos abordados. Esses dados são reforçados pela presença mínima de Mestres e Doutores específicos da área em 94 e um crescimento bastante relevante até 2012.
Os resultados mostraram uma importante correlação entre os aspectos levantados por Redig e a realidade académica e profissional nos dias de hoje, com a ressalva de o design ter extrapolado a barreira da satisfação de necessidades materiais primarias, acompanhando uma realidade mundial de ampliação no consumo.


Texto completo:

PDF