O sinistro na dramaturgia de Daniel Veronese

André Luiz Antunes Netto Carreira, André Felipe Costa Silva

Resumo


Neste texto tenho como intuito analisar a dramaturgia de Daniel Veronese e desco- brir os meios pelos quais se torna possível a articulação desta com o conceito freudiano de sinistro. O artigo pretende, portanto, compreender e delimitar o conceito do sinistro e sua relação com a escrita de Daniel Veronese, bem como investigar a cerca da poética do autor. Com este texto tenho a intenção de dar início às questões concernentes ao meu trabalho de conclusão de curso a ser realizado no semestre 2009/2.

Palavras-chave


dramaturgia; Daniel Veronese; Sigmund Freud; sinistro

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312904062009140



Direitos autorais 2009 André Luiz Antunes Netto Carreira, André Felipe Costa Silva

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio