Uma possibilidade para a construção do número na educação infantil

Pamela Paola Leonardo, Tatiana Comiotto, Roger Miarka

Resumo


O presente artigo visa subsidiar professores de educação infantil, professores de matemática e pedagogos quanto à compreensão da construção do conceito de número por crianças com idade entre cinco e seis anos, no período da educação infantil, utilizando como referencial a teoria de Piaget. Além disso, tem por objetivo destacar conceitos fundamentais que contribuem para construção do conceito de número, tais como: classificação, seriação e inclusão de classes. Esses conceitos foram abordados por meio de atividades e experiências de Piaget, as atividades e experiências foram realizadas durante a primeira e a segunda edição do projeto de extensão intitulado “Matemática na educação infantil” que ocorreram nos anos de 2011 e 2012, onde participaram 45 alunos na faixa etária de 5 a 6 anos, de dois Centros de Educação Infantil (CEIs) na cidade de Joinville, Santa Catarina. Como resultado percebeu-se que em algumas experiências as crianças estavam corretamente no período proposto por Piaget, e outras embora estarem dentro da faixa etária, ainda não alcançaram os níveis que Piaget considera importante para aquisição do conceito de número.

 


Texto completo:

PDF

Referências


ARANÃO, I. V. A matemática através de brincadeiras e jogos. Campinas. Papirus, 1997.

BATISTA, A. J.; FRANÇA, J. A. V. Jogos e brincadeiras que facilitam a construção do número na educação infantil. Norte Científico. Roraima, v. 2, n. 1, p.138-155, dez. 2007. Disponível em:. Acesso em: 20 fev. 2013.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Referenciais Curriculares Nacionais de Educação Infantil. v. 3. Brasília: 1998. Disponível em < http://portal.mec.gov.br/ >. Acessado em: 01 fev. 2013.

GARCIA, F. P., CAMARGO, I. G. A construção do conceito de número pela criança. In: III EIEMAT Escola de Inverno de Educação Matemática e 1º Encontro Nacional PIBID Matemática, 2012, Santa Maria. Anais... Santa Maria, 2012. Disponível em: < http://w3.ufsm.br/ceem/eiemat/Anais_ed_3/arquivos/CC/CC_Perego_Franciele.pdf>. Acesso em: 4 mai. 2013.

GOULART, I. B. Piaget: experiências básicas para utilização pelo professor. Petrópolis: Vozes, 1996.

KAMII, C; DEVRIES, R. A Criança e o Número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. Campinas, Papirus, 1990.

MACDONALD, S. Matemática em minutos: atividades fáceis para crianças de 4 a 8 anos. Porto Alegre: Artmed, 2009.

MENESTRINA, T.C., MANDLER, M. LEONARDO, Relatório de extensão: Matemática na educação infantil. CCT/ UDESC, 2011.

MENESTRINA, T.C., MANDLER, M. LEONARDO. Relatório de extensão: Matemática na educação infantil - 2ª edição/ CCT/ UDESC, 2012.

PIAGET, J; SZEMINSKA, A. A gênese do número na criança. Rio de Janeiro. Zahar, 1975.

QUEIROZ, Sávio Silveira, et al. Afetividade, cognição e conduta na prova operatória de seriação. Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia genéticas. São Paulo, v. 2, n. 3, p.295- 316, jan/jul, 2009. Disponível em: < http://www2.marilia.unesp.br revistas/index.php/scheme/article /viewFile/584/468>. Acessado em: 26 abr. 2013.

SAMPAIO, Simaia. Manual prático do diagnóstico psicopedagógico clínico. Rio de Janeiro. Wak Ed, 2012.

SOUZA, Sonia Maria. Oficina de matemática. Curitiba, s/d. Disponível em: < http://www.nre.seed.pr.gov.br/umuarama/arquivos/File/educ_esp/oficina_matematica.pdf>Acessado em: 5 maio. 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.